Do verbo palavrar ®

04/04/2011 at 2:49 PM Deixe um comentário

– Cheguei em casa com saudade. Como se isso fosse alguma novidade pra você.

– Nesse caso, odeio novidades. Gosto de ouvir sempre a mesma notícia.

– Sempre a mesma notícia e sempre tantas respostas.

– Porque eu me enxergo em você. Às vezes, o espelho está perto demais, quase embaça e, nessas horas, eu não consigo responder. Você arriscaria uma outra explicação?

– Talvez medo de perder a razão.

– Ontem segui a lua cheia enquanto rolava no chão. Você chama isso de racionalidade?

– Você e suas gavetinhas mágicas repletas de surpresas.

– Nem sempre as coisas boas ficam guardadas nessas gavetas. Gosto de mostrar a noite e o dia, a lua e o trânsito, as coisas todas que busco apenas como vetores para roubar mais alguns beijos.

– Nesse caso, entendo melhor as coisas que você me diz. Minhas interrogações continuam sem perguntas, mas germinaram e floriram de forma linda. Você mostra que está cuidando bem do seu coração. É isso ou ilusão?

– Algo me diz que você está amando. Eu estou.

Anúncios

Entry filed under: Gente é pra brilhar!, Perplexidades.

Nau ® Margherita ®

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: