Dos recomeços

08/12/2010 at 1:57 PM 2 comentários

É que o amor é essencialmente perecível e na hora que nasce começa a morrer.

Só os começos são bons.

Há entao um delírio, um entusiasmo, um bocadinho do céu.

Mas depois…

Seria, pois, necessário estar sempre a começar para poder sempre sentir?

Eça de Queiroz

Anúncios

Entry filed under: Gente é pra brilhar!.

Hoje, esse é meu presente pra você Leituras na Casa do Caio

2 Comentários Add your own

  • 1. Duduardoo  |  08/12/2010 às 2:58 PM

    Todo dia é um recomeço né amoira?

    Ao menos, deveria ser 😉

    Abreijos!

    Responder
    • 2. Marjorie Bier  |  09/12/2010 às 11:55 AM

      Sim, deveria.

      Beijo

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: