Declaração de um amor humano ®

22/06/2010 at 3:03 PM 26 comentários

Juro que não tenho pensado. Tenho sentido pouco que você habita aquela aconchegante casa no mato que eu inventei. Não estou sentindo, pensando pouco. E por pensar de menos é que vou te amando mais.

Gosto dessa mistura de elementos que você me faz sentir. Terra, simetrias circulares, cavocar, revolver, arar.  Tudo isso misturado à culpa por outros frutos que não germinaram.

Que você venha inteiro, venha supérfluo. Não há como e nem quero descartar nada. Traga tudo de uma vez. Tudo isso que nos dá essa força fértil, esse gostar desmedido, esse amor que floriu.

Anúncios

Entry filed under: Perplexidades.

Rápido delírio sobre alguém que você nunca viu ® Fui, mas volto ®

26 Comentários Add your own

  • 1. Marininha  |  22/06/2010 às 3:37 PM

    iiiiiiihhhhh… temos gente apaixonada!

    ahuahuahuahuahuahu

    Responder
    • 2. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 4:08 PM

      😉

      Apaixonada é pouco…

      Beijo

      Responder
  • 3. Clara Morais  |  22/06/2010 às 3:58 PM

    Inteiro ou supérfluo… amor é bom assim mesmo, quando aceita os dois.

    Saudade de você, maluquinha.

    bj

    Responder
    • 4. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 4:09 PM

      Pois é… eu achei um amor com gosto de urgência.

      Minha saudade é igual!

      beijinhos

      Responder
  • 5. Enrico  |  22/06/2010 às 4:59 PM

    É engraçado como tem umas coisas q são mesmo a cara das pessoas. Isso por exemplo… nao poderia imaginar outra declaraçao saindo da tua boca.

    🙂

    Responder
    • 6. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 6:00 PM

      Você me conhece o suficiente pra saber que minhas declarações são assim… devagar, plantadas…

      Meu beijo

      Responder
  • 7. Clau  |  22/06/2010 às 5:14 PM

    Tá namorando, tá namorando, tá namorando!!!

    Melhor seria assim: te passaram a conversa, te passaram a conversa!!!

    hahahahahahahaha

    Responder
    • 8. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 5:55 PM

      Minha amiga, fui atropelada, aniquilada, devastada… e não tô nada preocupada com as ruínas.

      Beijo

      Responder
  • 9. rafaela  |  22/06/2010 às 5:54 PM

    corretíssimo o sinal grave indicativo de crase, minha cara! hahahaha
    [seria facultativo, acaso, se a palavra seguinte fosse um pronome possessivo… 😉 ]

    adoro esse negócio de sentirsempensar! 🙂

    eta

    Responder
    • 10. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 5:57 PM

      Já sabe que som vem agora, né?!

      hahahahahahahaha

      Rafélis é minha personal crasística corretora!

      Muuuuaaahahaha

      Responder
  • 11. rafaela  |  22/06/2010 às 5:55 PM

    ‘acaso se’ foi o PRIMOR da vez! hahahahahahaha

    morri! x_x

    Responder
    • 12. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 5:59 PM

      hahahahaha

      NEM LI!!!

      (mas o que é de linda a música Goodbye my lover, do Blunt!? Ou eu estou apaixonada e vendo tudo bem amarelinho?!)

      =*

      Responder
  • 13. rafaela  |  22/06/2010 às 6:02 PM

    ai, que inda não ouvi!!!
    vai gravar para mim? – cobrança do cd mode on em 220!

    hahahaha

    Responder
    • 14. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 6:40 PM

      Eu sei, eu sei… devia aproveitar as férias pra fazer isso, né!?

      Farei!

      beijos, lindeza

      Responder
  • 15. Luana  |  22/06/2010 às 6:17 PM

    Mar, a música é linda mesmo, mas é uma despedida. Você deve ter visto isso… mas a melodia é mesmo uma delícia pra gente apaixonada.

    bj

    Responder
    • 16. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 6:42 PM

      Sim… eu vi a letra… viste uma menininha cantando naquele programa de calouros do Raul Gil?!

      =)))))

      Tá no youtube, Lu. Merece a espiada.

      Beijo

      Responder
  • 17. Mara  |  22/06/2010 às 6:46 PM

    “Não, meu bem, não adianta bancar o distante
    lá vem o amor nos dilacerar de novo…” C.A.

    Amo ser dilacerada pelo amor!!
    Você sabe como ninguém “sentir” as pessoas!

    Amo-te… com reticências, porque é um amor pretencioso, ele quer ser pra sempre!!

    Responder
    • 18. Marjorie Bier  |  22/06/2010 às 6:51 PM

      E é, acredite!!!

      =***

      Responder
  • 19. Moni  |  23/06/2010 às 1:18 AM

    Que delícia de amor com cheirinho de terra molhada!!!
    Cheguei aqui e vou que vou ficando…

    Lindo, Linda Marjorie!

    Beijos!

    Responder
    • 20. Marjorie Bier  |  23/06/2010 às 1:42 PM

      Moni amada… você é muito mais que bem vinda!

      Delícia de visita.

      Beijinho

      Responder
  • 21. Duduardoo  |  23/06/2010 às 1:56 AM

    Lindo…

    (Também com reticências, pq a beleza do que escreves permanece intacta na lembrança… – de novo)

    Quem não se derreter diante tal declaração pode migrar para a Antártida…

    Bjs

    Responder
    • 22. Marjorie Bier  |  23/06/2010 às 1:42 PM

      =)))

      Ele teria que me levar junto!!!!

      beijo

      Responder
  • 23. ℓυηα  |  23/06/2010 às 5:23 PM

    Abundância!

    =**

    ℓυηα

    Responder
    • 24. Marjorie Bier  |  23/06/2010 às 9:09 PM

      Sim, florinha… abundância e adubância!

      =***

      Responder
  • 25. Sylvia Araujo  |  03/07/2010 às 4:57 AM

    Coisa bonita de ler, menina! É doce, é intenso é ritmado e embala gostoso…

    Beijoca

    Responder
    • 26. Marjorie Bier  |  08/07/2010 às 5:23 PM

      Obrigada, lindeza… a gente fala cada coisa quando se apaixona…

      Beijo

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: