Os problemas da declaração de amor ®

31/05/2010 at 4:35 AM 32 comentários

O problema da declaração de amor é que o amor atrapalha qualquer declaração.

Embasbacado. Desconcertado. Bloqueado. Paralisado. Totalmente travado. Quem nunca se sentiu assim? Sem saber o que dizer. Sem saber o que fazer. Passando a mão na cabeça. Sacudindo a perna sem parar. Mordendo a tampa da caneta. Girando o botão da blusa. Tentando desviar olhares enquanto procura assunto. E, na atrapalhação, cruzando olhares, olhares e mais olhares, até perder o fio da meada.

Maldita noção. Que agora, justo agora, logo agora chegou a hora do tudo ou nada. E que se você insistir em ficar assim, quieto, calado, silencioso, lacônico, listando descontroladamente sinônimos pra palavra mudo, a grande oportunidade da sua vida pode ser desperdiçada.

Você ensaia o que vai dizer. Você decora o que vai falar. Você tem vontade de gritar! Mas não grita. Nem ao menos sussurra. No máximo geme… de angústia! Você apela a São Vito, o santo dos neuróticos. Lembra de Santo Antônio, o santo casamenteiro. E nada. Necas de pitibiriba.

O troço, o lance, o papo, a coisa tá na ponta da língua. É como se você estivesse com o coração na boca. Passa uma ideia maluca na sua cabeça: botar a língua pra fora e mostrar o que está ali, entre os dentes. Mas, convenhamos, ficar mostrando a língua para a pessoa ao seu lado é o que está faltando pra você se mostrar o sujeito mais esquisito do planeta.

Você toma coragem – você tomou uma cerveja – e decide, sim, decide mesmo, decide pra valer, decide soltar o verbo. Diz apaixonado: “Você sabia que quaisquer é a única palavra da língua portuguesa em que o plural aparece no meio e não no fim?”.

Pronto. A pessoa ao seu lado se convence de que, definitivamente, você é o ser mais esquisito do planeta!

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Talk love Madame Mim ajuda ®

32 Comentários Add your own

  • 1. Guilherme Maron  |  31/05/2010 às 4:43 AM

    Ninguém precisa ter dúvida de que eu sou a criatura mais estranha do planeta …

    Eu sou bem ruim com essas coisas aí, por isso vivo sozinho … RUM !!!

    Mas pelo menos essa do quaisquer está além da minha falta-de-noçao …

    Responder
  • 2. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 4:45 AM

    Guiiiii!!!

    Texto jurássico que eu encontrei entre os meus escombros…

    -****

    Responder
  • 3. Marininha  |  31/05/2010 às 12:27 PM

    ahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahu

    BASEADO EM FATOS REAIS!!!!

    Responder
    • 4. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 12:35 PM

      =))))

      Eu tinha 16 anos…

      Beijo

      Responder
  • 5. Morais  |  31/05/2010 às 12:33 PM

    “Não, meu bem, não adianta bancar o distante: lá vem o amor nos dilacerar de novo…” CFA

    Este é o mal de todo apaixonado no mês de Junho.

    Beijos…

    Responder
    • 6. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 12:34 PM

      De junho???

      Eu diria que de janeiro a janeiro, sem férias, feriados e dias santos.

      Responder
  • 7. ℓυηα  |  31/05/2010 às 1:08 PM

    Ah, que lindinho!

    Pois eu acho apaixonante essa coisa de fazer observações profundas (nem que seja sobre gramática e ortografia) e compartilhá-las.

    Tá aí : comigo daria certo! Rs

    Beijos, gatona, e uma ótima semana, pra ti.

    ℓυηα

    Responder
    • 8. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 1:15 PM

      hahahahaha

      Lindeeeeza!!!

      Comigo também funcionaria!!!

      =***

      Responder
  • 9. Enrico  |  31/05/2010 às 1:33 PM

    É por isso, dona Marjorie, que a gurizada adora teus textos!!!

    Boa semana, alemoa.

    Responder
    • 10. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 2:16 PM

      =)

      Será?!

      Beijinho

      Responder
  • 11. Clau  |  31/05/2010 às 2:13 PM

    PUUUTTTZZZ!!!! Tu fez issso????

    hahahahahahahahahahaha

    Tu é uma louca!

    Responder
    • 12. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 2:15 PM

      Já disse… foi aos 16… eu me achei bem inteligente…

      =***

      Responder
  • 13. [ rod ] ®  |  31/05/2010 às 2:27 PM

    O amor é muito engraçado. Faz de simples paixões o ódio eterno ou do racional o mais tolo ser. Seu texto é perfeito pelas nuances de crença e loucura, típico de quem já por ele, o amor, foi agraciado. Um bj moça e vou divulgar no TT.

    Responder
    • 14. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 2:40 PM

      O bom é que a gente pode rir disso…. mas só depois que passa.

      Beijo. Obrigada pela visita.

      Responder
  • 15. Leonel  |  31/05/2010 às 2:34 PM

    rsrs. Fato! Excelente texto! E retrata a mais pura (e insana) verdade. E a verdade é que o amor deixa a gente esquisito, e, tosco pra caramba. Vai entender?

    Abraço do Leonel.

    Responder
    • 16. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 2:41 PM

      Leonel… bem-vindo!

      Amor é a coisa mais boba e mais gostosa desse mundo!

      Beijo… volte muito. E volte sempre.

      Responder
  • 17. Lídia  |  31/05/2010 às 2:48 PM

    Que lindeza de texto gente!

    Tou contigo e não abro!

    Um beijo da Pipa no seu coração

    Responder
    • 18. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 2:56 PM

      Lídia!!!

      Estou feliz com as boas surpresas que essa segunda-feira está me reservando. Tua visita ao meu espaço deixou-me muito feliz, acredite!

      Bem vinda sempre!

      Beijos

      Responder
  • 19. Duduardoo  |  31/05/2010 às 3:34 PM

    Declarações… Contradições
    Tão difícil começar quanto terminar
    Se desdizer, se desmentir, mas verdadeiramente

    Pior os chavões
    Cantadas, tortas, vastas como o mar
    Funcionam numa noite, mas não pra sempre

    Entre contradições e declarações,
    O corpo aprende a ouvir, e no silêncio falar
    E não há em toda linguagem, dialética mais eficiente!

    Inspirador.
    Primaveril,
    Resgate histórico perfeito.
    Amor tem idade? (taprates)
    Acho que é um passeio por ela…

    Bj

    Responder
    • 20. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 5:14 PM

      Obrigada pelo comentário, Edu.

      A primavera do amor é quando a gente se dá conta que, depois do inverno, a vida sempre chega cheia de cores.

      Beijo

      Responder
  • 21. Ana  |  31/05/2010 às 4:14 PM

    Bonitinhoooooo!
    É bem assim!

    Responder
    • 22. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 5:17 PM

      Fazia tanto tempo que você não aparecia aqui… que coisa boa!!!!

      beijo

      Responder
  • 23. Luana  |  31/05/2010 às 5:59 PM

    Texto claro, preciso. Essa é a tua linguagem quando se dirige à meninada. E eu sou fã.

    Parabéns, guria.

    Responder
    • 24. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 6:20 PM

      LU… obrigada, florinha.

      Um beijo pra ti.

      Responder
  • 25. rafaela  |  31/05/2010 às 9:01 PM

    e já tinhas todo esse senso de humor – amor – aos 16 anos?

    a mais esquisita e linda desse mundo, gente! hahaha

    =***

    Responder
    • 26. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 9:52 PM

      Não…aos 16 eu sofria feito uma mula. Quando o texto foi feito, uns 4 anos depois, aí sim.

      Amoralinda!

      Responder
  • 27. Lídia  |  31/05/2010 às 9:54 PM

    Estarei sempre aqui…

    Eu lhe soprarei sonhos ao vento…

    Um beijo sagrado em seu coração.

    Pipa.

    Responder
    • 28. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 9:55 PM

      Recbido… e sacramentado!

      =***

      Responder
  • 29. Renata  |  31/05/2010 às 10:15 PM

    Delícia de texto!

    Mas não padeço desse “mal”…
    Declarações de amor me escapolem fácil! rs

    Beijo, more!

    Responder
    • 30. Marjorie Bier  |  31/05/2010 às 10:20 PM

      É que você é uma lindeza das mais queridas por aí!!!

      Beijo

      Responder
  • 31. Edith Janete Schaefer  |  01/06/2010 às 5:17 AM

    hauhauhauhauhauhau
    Bem novinha já começou a delinear um caminho singular e complexo!!
    Muito boooooa!!!!
    beijooo

    Responder
    • 32. Marjorie Bier  |  01/06/2010 às 11:29 AM

      hahahahahaha

      AINDA BEM!!!!

      =***

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: