Esperando sentada ®

23/12/2009 at 12:55 PM 20 comentários

Você podia ter chegado há 13 anos

quando eu estudava e minha vida era só rebeldia

.

Ou há uns 10, quando a mudança foi necessária

e do mundo eu só conhecia os postais

.

Há 8 anos, depois de ter casado, sofrido, gritado

já perdoado os pecados conjugais

.

Você devia ter vindo cansado

para ver em mim um cais, 5 anos atrás

.

Há 2 anos, entre um drinque e um cubano

naquele bar de ilegais

.

Ou no mês passado

antes de ver calada a minha anarquia digital

.

Ontem à noite

eu ainda te esperava chegar

.

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Ausência assimilada ® (de) votos ®

20 Comentários Add your own

  • 1. Marininha  |  23/12/2009 às 1:35 PM

    Espera sentada porque de pé cansa!

    rsrsrsrs…

    Lembra quando tu mesma me dizia isso???

    Responder
    • 2. marjoriebier  |  23/12/2009 às 2:47 PM

      Lem-bro!

      Quando vocês chegam?

      beijo

      Responder
  • 3. Enrico  |  23/12/2009 às 1:45 PM

    Espera aí, baby… tô chegando!

    Responder
    • 4. marjoriebier  |  23/12/2009 às 2:47 PM

      I know…

      Miss u a lot!

      Responder
  • 5. Marcelo Cruz  |  23/12/2009 às 3:13 PM

    Pessoas idealizam tanto que nem se dão conta quando o outro chega.

    Deserto dos Tartaros…

    Responder
    • 6. marjoriebier  |  23/12/2009 às 3:23 PM

      Meu livro de cabeceira, Celo.

      beijo

      Responder
  • 7. Miss  |  23/12/2009 às 4:25 PM

    Que coisa dolorida, flor. Deu vontade de chorar… aliás, estou a segurar as lágrimas que brotaram em meus olhos.

    Isso me lembra eu mesma… ainda hoje o espero chegar…dia após dia.

    Um beijo, flor…que teus dias sejam coloridos pela presença de um alguém tão especial quanto você. =****

    Responder
    • 8. marjoriebier  |  23/12/2009 às 4:27 PM

      Amadinha… é tempo de risadas, coisas boas, abraços e beijos. Deixa as lágrimas quietinhas, para depois, se precisar.

      Ele chega, basta estar atenta. O meu chegou.

      beijo

      Responder
  • 9. Roberto  |  23/12/2009 às 5:40 PM

    Que coisa mais lindinha, e trágica.
    Me lembrou Luis Fernando Veríssimo “Curta é a vida, longa é a paixão”

    Responder
    • 10. marjoriebier  |  23/12/2009 às 5:45 PM

      Quem é vivo sempre aparece… rsrsrsrs…

      Ainda bem que só escritos!!!

      Beijo beijo

      Responder
  • 11. Rafaela  |  23/12/2009 às 9:46 PM

    amorier,
    adorei essa síntese cronológica de vc (?)!

    q bonito!
    mas acho q esperar é chato: impede de não se pensar.
    melhor deixar rolar, e ver no q dá.

    beijobeijo

    Responder
    • 12. marjoriebier  |  24/12/2009 às 12:21 AM

      rsrsr… Não é DE MIM… como disseste, acho esperar um saco!

      A poesia tem dessas coisas…

      beijo

      Responder
  • 13. Ivan  |  23/12/2009 às 9:51 PM

    Que texto mais bacana, Marjorie Bier!!! Fera, fera!

    Mas, conta, chegou ou não chegou esse sujeito? Ou será que mais uma vez, eu não entendi bulufas? Ha!

    Já disse Feliz Natal… I say it again, doll! Feliz feliz

    Ivan.

    Responder
    • 14. marjoriebier  |  24/12/2009 às 12:23 AM

      “A hora da chegada é também despedida”

      rsrsrs… as chegadas não param nunca, não é mesmo?!

      beijo… merry xmas and happy new year!

      Responder
  • 15. ℓυηα  |  24/12/2009 às 1:29 PM

    Qualquer tempo poderia ter sido O tempo…desde que fosse, de fato, o momento da chegada.

    E como é angustiante essa espera, não, lindona? =\

    Beijinhos.

    ℓυηα

    Responder
    • 16. marjoriebier  |  24/12/2009 às 2:19 PM

      Como diz Caio Fernando, “sempre é A hora, basta estarmos atentos”.

      Beijos, lindona

      Responder
  • 17. Mari  |  26/12/2009 às 10:15 PM

    Lindo!!

    Responder
    • 18. marjoriebier  |  26/12/2009 às 10:51 PM

      Querida!

      Obrigada. Seja bem vinda sempre!

      um beijo

      Responder
  • 19. Menina Misteriosa  |  26/12/2009 às 11:48 PM

    E hoje? Ainda espera?
    Ou decidiu ir?

    Responder
    • 20. marjoriebier  |  29/12/2009 às 4:50 PM

      Já fui, já voltei, esperei, reesperei e tô aqui, ó, intacta!

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: