Pálida ®

03/12/2009 at 12:03 PM 31 comentários

No café da manhã, minhas certezas se derramam em dúvidas. Em certos dias quentes, sinto-me estrangeira aqui mesmo nessa sala onde me escondo. Ou na rua que passa pelo degrau da porta da frente. Nesses dias assim, abafados, secos, afônicos diante do sol, nenhum lugar é meu. Não me vejo em nada, em ninguém. Nenhuma palavra se parece com aquilo que é, não se parecem nem mesmo com o próprio som anunciado. Não estou onde estou. Deixo meu corpo em repouso e saio, para longe de mim, para lugar algum. Não quero companhia, nem mesmo a minha. E não as tenho. Não quero ter. Ninguém e nem nome algum. Perdi a vontade de chamar, de ser chamada ou de entender aquela maldita chamada no celular.

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Gorjeta ® Fora da área de cobertura

31 Comentários Add your own

  • 1. Ivan  |  03/12/2009 às 12:08 PM

    Não é à toa que a categoria do post é ‘perplexidade’. Você escreve, pelo que me aparenta, com uma facilidade invejosa. Como se fosse alguém que dissesse “só um instante que eu vou até ali pegar ouro”.

    Lindo!

    Beijinho.

    Ivan.

    Responder
    • 2. marjoriebier  |  03/12/2009 às 12:11 PM

      Fácil?

      A palavra dói…

      Um beijo, Ivan

      Responder
      • 3. racoimbra  |  04/12/2009 às 6:18 PM

        Queres dizer… a palavra dodói…?

      • 4. marjoriebier  |  04/12/2009 às 6:23 PM

        Não… dói apenas.

  • 5. Enrico  |  03/12/2009 às 1:03 PM

    Como tu consegue acordar escrevendo?

    Responder
    • 6. marjoriebier  |  03/12/2009 às 3:17 PM

      Eu escrevi acordando…

      Responder
  • 7. Rafael Dreweck  |  03/12/2009 às 1:13 PM

    Ligações na madrugada, meu bem!?

    Fuso horário, garanto!

    hahahahaha

    Responder
    • 8. marjoriebier  |  03/12/2009 às 3:18 PM

      O fuso horário… os telefonemas sempre chegam tarde demais!

      rsrsrsrsrs

      Responder
  • 9. edith janete  |  03/12/2009 às 1:58 PM

    No estrangeiro de nós que podemos refletir sobre as coisas que não fazem sentido, mesmo que seja para colocá-las na caixinha do “non-sense”. É um momento estranho, mas construtivo, onde podemos virar certas páginas e começar novas, em branco, cheia de possibilidades!!
    Beijinho lindinha!!

    Responder
    • 10. marjoriebier  |  03/12/2009 às 3:18 PM

      Ando numa fase Galeano… não falo de mim (não nesse post), mas do que leio e assimilo.

      Beijo

      Responder
  • 11. Marininha  |  03/12/2009 às 3:23 PM

    Põe EMF no som e gritaaa

    UUU LA LA LA!!!

    (azar o dele que demorou tanto)

    Responder
    • 12. marjoriebier  |  03/12/2009 às 3:31 PM

      hahahahahahahahahahahahaha

      Mariiii!!! Tu e a magui enlouquecidas com EMF!!! Não aguento maaaaaiiiiisss!!!

      Loviu, chuchu!

      Responder
      • 13. Clau  |  03/12/2009 às 3:55 PM

        Maggie!!!

        Sobrou pra mim!!! rsrsrs…

        Desde que tu foi embora, eu sou a vítima das noitadas automobilísticas com Marininha Fezzin! Adivinha qual a trilha sonora?????????

        Hã? Hã???

        UUU LA LA LA!!!!

        hahahahahaha

    • 14. marjoriebier  |  03/12/2009 às 4:14 PM

      Alguém tem que fazer o trabalho suj… quero dizer, digno, Claudinha!

      Hahahahahahaha

      Figuraaaaças!

      Responder
  • 15. Luana  |  03/12/2009 às 6:15 PM

    Marjorie Bier… tô com sintoma de saudade de ti!

    Responder
    • 16. marjoriebier  |  03/12/2009 às 6:29 PM

      Vem passar o final de semana aqui!!!

      beijo

      Responder
  • 17. Marcelo Cruz  |  03/12/2009 às 6:50 PM

    Encarnou Camus!

    Responder
    • 18. marjoriebier  |  03/12/2009 às 7:20 PM

      Será que foi ele quem ligou???

      rsrsrsrs…

      (L´Etranger… na minha mesa de cabeceira sempre!)

      Responder
  • 19. Rafaela  |  03/12/2009 às 7:56 PM

    a pessoa termina de ler e diz: mas não teve graça. -_-

    sap: louca de pedra (!) leu piada em vez de pálida!
    hahahahaha

    perdoa q a pessoa tá a semana toda, praticamente, meio sonâmbula! e ainda tem o fds liiindo pra fazer mais 2 trabs pra 2ªf.! õ/

    beijo, frô!

    *às vezes, me sinto exatamente assim tb! então, eu desligo os telefones e ligo o som e tomo um vinho! =)

    Responder
    • 20. marjoriebier  |  04/12/2009 às 12:53 AM

      BÊBADA!

      hahahhahahahahaha

      Responder
  • 21. cynthia  |  04/12/2009 às 12:43 AM

    menina, não é que às vezes dá vontade de mandar tudo praquele lugar, ficar quietinha e deixar essa vontade de mandar tudo praquele lugar passar?
    bonitão, o seu texto. adorei. beijos,

    Responder
    • 22. marjoriebier  |  04/12/2009 às 12:54 AM

      Cy!

      Tu aqui te sido um presente!!!

      Um beijo

      Responder
  • 23. Eunísia Inês  |  04/12/2009 às 8:29 AM

    Simplismente são os conflitos dos meus eus e seus!!!
    Atire uma pedra quem já não passou por um momento assim…
    Bjs.
    Eunísia

    Responder
    • 24. marjoriebier  |  04/12/2009 às 2:05 PM

      Verdade, Eunísia!!!

      Por isso eu gosto do Galeano… ele é, definitivamente, o escritor das pequenas coisas de cada um.

      Um beijo

      Responder
  • 25. Régis Antônio Coimbra  |  05/12/2009 às 4:00 PM

    Parodiando Woody Allen, por vezes sinto um vazio… um vazio vazio. Por vezes sinto um vazio cheio, mas é algo ou alguém que comi e me não fez bem.

    Quando mesmo a fome colapsa e me não obriga a sair da cama, da cadeira ou do piloto automático, vou à toa desamarrada de mim mesmo, puxado pelo vazio daquilo que me interessa nada.

    Por quê?

    Por nada…

    Talvez devesse perguntar por quem, mas dói demais não ter alguém por quem em mim mesmo. Se me não motivo, porque motivaria alguém ou por alguém seria motivado.

    Pior: não dói. Quando não dói mais, é porque morreu, secou, cicatrizou ou precisa ser amputado.

    Quando me dás nos nervos és ruim, mas és pior quando me não dás mais, nem menos, nem nada. Nos nervos.

    Quero convulsões! Melhor ter diarréia, tentar correr e perder a corrida do que estar assim seco, asséptico, estéril.

    Melhor estar grávido… de uma tênia, que seja, do que assim vazio, cheio apenas das sobras do que fui ou comi, não me fez bem ou parou de fazer.

    Responder
  • 26. Luna  |  05/12/2009 às 7:40 PM

    As vontades precisam ser respeitadas, ainda que sejam as vontades de nada…acho até que, essas, devem ser ainda mais respeitadas.

    Meu vazio também exige espaço, sei como é.

    Beijo, moça.

    ℓυηα

    Responder
    • 27. marjoriebier  |  07/12/2009 às 1:25 PM

      Espaçosas!

      um beijo

      Responder
  • 28. Rogerio Santos  |  06/12/2009 às 2:43 AM

    Oi Marjorie,
    Tenho um texto, que virou canção, que na minha opinião, dialóga com esse teu.
    Só que nele, há movimento.

    Tua “palidez”, me apontou um belo de um sofazão irresponsável e sem pressa, depois de um café da manhã na hora do almoço.

    Preguiça e ócio.

    adorei seu blog, viu ?

    Preciso atualizar o meu e fazer uns back-ups, para começar a acompanhar o seu e o da Rafa.

    Vcs são talentosas e escrevem pacas.
    E quando a gente lê coisa boa, acaba escrevendo algumas também.

    Inspiração é mais gostoso que transpiração (nem sempre…rs)

    Beijos !
    Rogerio

    Responder
    • 29. marjoriebier  |  07/12/2009 às 1:26 PM

      Rogério!

      Que bom você aqui “inspirando” (se).

      beijo

      Responder
  • 30. MissUniversoPróprio  |  07/12/2009 às 2:49 PM

    É flor, realmente combina com o meu post. Que nos auto-encontremos logo, é o que desejo.

    Grande beijo, e espero que já esteja recuperada.
    😉

    Responder
    • 31. marjoriebier  |  07/12/2009 às 2:54 PM

      pronta para uma nova batalha!!!

      rsrsrsrs…

      Um beijo

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: