Chá das cinco ®

19/11/2009 at 2:04 PM 18 comentários

Ontem, depois de um dia muito estranho de trabalho, volto para casa e me deparo com um quadro que há muito tempo não via: minha avó, lépida e faceira, com mais quatro amigas, igualmente animadas, sentadas diante de um banquete de dar inveja à rainha da Inglaterra.

Cinco senhorinhas muito bem maquiadas, muito bem educadas, muito bem vestidas com suas pérolas falsificadas. Trocavam elogios sobre os filhos, os netos, os bisnetos e a cunhada do irmão da vizinha que havia se mudado há pouco para a cidade. A conversa, em tom baixo, seguia sua linha afiada.

Na mesa cuidadosamente posta, flores do campo contrastavam com a prataria polida no dia anterior. Guardanapos de pano bordados com as iniciais da dona da casa, porcelanas pintadas a mão, porta talheres, porta copos, porta saquinho de chá, porta-tudo-o-que-se-possa-imaginar ao alcance da anfitriã.

Para a entrada, mini sanduíches de queijo e atum. Em seguida, tortilha de legumes e pãezinhos pastinhas patezinhos creminhos até a hora dos amanteigados. Tinha um bolo também. Tão sem classe, o coitado. Dignamente desprezado pelas bonequinhas da terceira idade.

A caixa de madeira envelhecida era a vedete da mesa. Guardava, em segredo, especiarias importadas de lugares que eu jamais havia escutado falar. E rodelas de limão. Muitas delas. Milimetricamente cortadas e desidratadas para dar mais sabor ao chá.

Fui fuzilada quando, depois de cumprimentar o clã, soltei um inocente “mmm, chazinho de frutas. Quando chega o chopp?”. Sequer fui convidada a experimentar as guloseimas. Que injustiça!

Pela porta da cozinha, entra minha madrinha de fé e bebum camarada. Traz na mão, escondendo atrás do corpo, uma sacola plástica com latinhas de cerveja, cigarros e um olhar desesperado digno de “Oh, e agora, quem poderá nos ajudar?!”. Solidária às causas justas, fui apoiar o exercício etílico familiar. Encomendamos um xis logo depois e demos sequência ao nosso santo ritual.

Que me perdoe Audrey Hapburn, mas sou mais Joana D´arc queimada em praça pública por não ser uma bonequinha exemplar.

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Quase United Colors

18 Comentários Add your own

  • 1. Marininha  |  19/11/2009 às 2:34 PM

    hahahahahaha… tadiiiinhas!!!!

    Responder
  • 2. marjoriebier  |  19/11/2009 às 2:40 PM

    Mariiiii!!!

    Almocei o resto da tortilha do chazinho delas… Tri boa!!!!

    rsrsrsrsrs

    Responder
  • 3. Enrico  |  19/11/2009 às 3:06 PM

    Tu é fogo, nega!

    rsrsrsrs

    Responder
  • 4. Ivan  |  19/11/2009 às 3:23 PM

    Que sorte que não era aqui em casa… eu sairia do meu quarto de cueca, cabelo em pé, barba por fazer e ergueria uma mão pra dizer um ‘oiiii meninas’ coletivo, enquanto a outra tentaria esconder o ‘volume’ na cueca.

    Duvida? Pergunte à minha mãe quantas vezes seus filhos a envergonharam dessa forma…

    Ha!

    Beijoca.

    Ivan.

    Adoro esses continhos assim cheio de pequenos detalhes. Keep it simple for me, ok? [Preciso largar essa mania de Supla… merde]

    Responder
    • 5. marjoriebier  |  19/11/2009 às 5:16 PM

      Ivan!!!

      Adoooooro o teu senso de humor, my sweet unlucky!

      Beijinho

      Responder
  • 6. Rafael Dreweck  |  19/11/2009 às 4:35 PM

    ahuahuahuahuahuahu

    MARJORIE BIER NÃO PERDOA!!!!

    Responder
    • 7. marjoriebier  |  19/11/2009 às 5:17 PM

      Só às vezes… hahahahahahahahaha

      Responder
  • 8. Luana  |  19/11/2009 às 4:45 PM

    Poxa, Marjorie… eu adoro esses chazinhos bem de Luluzinha…

    rsrsrs

    Responder
    • 9. marjoriebier  |  19/11/2009 às 5:13 PM

      Eu também adoro, Lu… mas é algo tão incomum hoje em dia que o estranhamento até assusta.

      beijo

      Responder
  • 10. Marcelo Cruz  |  19/11/2009 às 5:11 PM

    Cada vez que você escreve sobre a sua avó, fico aqui imaginando o quanto dela você tem… rsrsrsrs…

    Acredite, Marjorie. Vocês devem ser parecidas em muita coisa!

    Responder
    • 11. marjoriebier  |  19/11/2009 às 5:15 PM

      E somos mesmo, Marcelo… talvez por isso o deboche!

      Beijooo

      Responder
  • 12. agendapublicidade  |  19/11/2009 às 5:44 PM

    OOOOO, guria!!!
    E nem pra trazer uns “pastéu” pra nós!!!

    hahahahaha

    Responder
    • 13. marjoriebier  |  19/11/2009 às 6:05 PM

      rsrsrsrs… não tinha pasteu e nem cocrete!!!

      (mas a tortilha, baby… de comer rezando!)

      Responder
  • 14. Miss  |  19/11/2009 às 6:24 PM

    Hum….pois eu bebi com vcs ontem, viu? Também tomei minhas cervejinhas (adoooro!) e tenho certeza de que daria uma perfeita Joana D’arc se os tempos fossem outros…

    Beijocas!😉

    Adoro!

    Responder
  • 15. Régis Antônio Coimbra  |  19/11/2009 às 7:04 PM

    Pois eu faço sucesso com velhinhas. Acham-me muito educado. Talvez seja o jeito educado delas de chamar alguém de veado…

    Responder
    • 16. marjoriebier  |  19/11/2009 às 7:06 PM

      hahahahahahahahahahahahahaha

      Pode ser!!!

      Eu sou, normalmente, muito educada… depende o ponto de vista!!!

      Responder
  • 17. Rafaela  |  19/11/2009 às 11:32 PM

    hahahaha
    fiquei com fomeee!
    delícia esse ‘bafachá’!!! adoriiii! – copiand’ocê. =P

    beso

    Responder
    • 18. marjoriebier  |  20/11/2009 às 12:19 AM

      hahahahahahahaha!!!!

      Rafélis SEMPRE tem razão (apaguiiii!!!)

      Besos

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: