Surprise me! ®

12/11/2009 at 1:37 PM 22 comentários

Não é o seu carro importado que vai me surpreender. Nem seus projetos mirabolantes, seus elogios descabidos e as milhares de chamadas no seu celular.

Não me encanta a sua fachada elaborada, seu cabelo penteado ou o figurino social. Suas gravatas não surtem efeito, nem suas camisas engomadas, seus sapatos lustrados ou as planilhas que eu não consigo entender.

Gosto é da sua calça jeans desbotada, suas camisetas listradas, seu jeito de sorrir quando me vê. Surpreendo-me às quatro e meia da tarde, à meia-noite e um quarto e com a sua barba por fazer.

Derretem-me as suas declarações bobas, os seus rabiscos tolos e o seu abraço antes de dormir. Gosto das paredes pintadas, dos corações desbotados que você desenha para eu nunca ver.

Adoro a sua falta de tino, a sua coleção secreta de discos e os seus closes com o celular. Acaba com minha racionalidade afetiva esse seu andar resolvido em dias de pouco sol.

Enlouqueço com seu perfume entranhado, com sua pele suada e com suas pausas para pensar. Roubo seu ar entre beijos, respiro sua falta de jeito quando afirma que aprendeu a me amar.

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Cafajeste! ® Zé Mário Storino

22 Comentários Add your own

  • 1. Marininha  |  12/11/2009 às 1:53 PM

    ADOREI!
    ADOREI!
    ADOREI!

    Sou surpreendida pelas mesmas coisas que tu, mas não pela mesma pessoa.

    Responder
  • 2. Luana  |  12/11/2009 às 1:59 PM

    Ai, Marjorie… assim tu acaba com a gente!

    Responder
  • 3. agendapublicidade  |  12/11/2009 às 2:01 PM

    TU É FODA!!!

    (aaahhh… eu queria ser a primeira!)

    Responder
  • 4. marjoriebier  |  12/11/2009 às 2:04 PM

    hahahahahahaha!!!!

    Doidas varridas!

    Responder
  • 5. Clara Morais  |  12/11/2009 às 2:52 PM

    Minha amiga, esse é um cara de sorte!

    Responder
  • 6. Miss  |  12/11/2009 às 3:04 PM

    Uuuui! Já posso respirar? Nossa…de faltar o fôlego, viu? Perfeito, flor!😉 Beijocas!

    Responder
  • 7. Enrico  |  12/11/2009 às 3:14 PM

    bah!

    Cara… tu tá boa nesses desdobres…

    Responder
  • 8. Régis Antônio Coimbra  |  12/11/2009 às 3:26 PM

    Ei! Eu já li isso há algumas semanas. Não? Ao menos alguns motes eu tenho forte impressão de já conhecer. Vou pesquisar.

    Responder
  • 9. Régis Antônio Coimbra  |  12/11/2009 às 3:41 PM

    É… não encontrei. Talvez tenha sido uma falsa impressão calcada na lembrança misturada do texto “Como virar sapo em apenas uma lição”, de 3 de setembro, e do poema “Latente” de 16 de setembro, e, enfim, da familiaridade do estilo, hehe.

    Responder
  • 10. marjoriebier  |  12/11/2009 às 4:19 PM

    Pode ser… esse aí nasceu hoje.

    Responder
  • 11. Rafael Dreweck  |  12/11/2009 às 5:31 PM

    So nice…

    Responder
  • 12. Ricardo Valente  |  12/11/2009 às 7:02 PM

    Começou tão descompromissado e se tornou denso, ofegante.
    Do beijo ao sexo, em um segundo. Fórmula? Não. Jeito!
    Gosto do que escreves e, elogiavelmente, em bom português. Sintaxe, sinta-se ou como queira(m).

    Responder
  • 13. marjoriebier  |  12/11/2009 às 7:36 PM

    Ricardo… sintaxe você a vontade para continuar passeando por aqui.

    (obrigada)

    Responder
  • 14. Miss  |  12/11/2009 às 8:22 PM

    Oi flor! Que bom que você foi dar uma voadinha lá pelo Céu! Amanhã tem respostinha lá!😉 =**** Obrigada, viu?

    Responder
  • 15. marjoriebier  |  12/11/2009 às 9:39 PM

    Não perderia esse céu por nada, cherrie!!!

    Responder
  • 16. Paulo Rogério  |  12/11/2009 às 11:57 PM

    Ainda estou tentando decifrar quem vc é. Com esse texto, estou começando a achar que você é normal, apesar de talentosa! Rsss.

    Responder
  • 17. marjoriebier  |  13/11/2009 às 12:04 AM

    rsrsrs… é claro que sou normal!!!!

    Beijo, PR.

    Responder
  • 18. Mariana Cadore  |  13/11/2009 às 12:52 AM

    Adorei, eh assim mesmo.bjs

    Responder
  • 19. Rafaela  |  13/11/2009 às 10:29 PM

    [respiração]

    Responder
  • 20. Achutti  |  13/11/2009 às 10:56 PM

    “Acaba com minha racionalidade afetiva esse seu andar resolvido em dias de pouco sol.”

    Gênia, pra variar.
    Bjo, Achutti.

    Responder
  • 21. Régis Antônio Coimbra  |  15/11/2009 às 7:22 PM

    Gosto de te perceber gostosa apesar da roupa descuidada; elegante apesar dos detalhes ripongas, e gentil, apesar da expressão arrogante que me devolve, insegura, minhas perguntas diretas. E confio que, se valeres a pena, não me julgarás mal ou, se julgar, superarás a má impressão que minha falta de pose faz supor que seja troça. Não é.

    Em parte, sim, é por te respeitar como interlocutora (com quem, sim, quero mais que dialogar) é que não disfarço. Em parte, também, é porque já não faz sentido: já disse tanto a verdade que qualquer mentira que eu conte entrará em contradição óbvia com o que já disse, quis dizer ou penso que já disse ou já deveria ter dito. Então, vou dizendo e pronto.

    Responder
  • 22. marjoriebier  |  17/11/2009 às 6:25 PM

    Achutti… gentileza tua.

    Te gosto aqui.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: