Nunquinha, eu juro! ®

20/10/2009 at 2:10 AM 21 comentários

– Não se apaixone por mim.

Eu não estou apaixonada por você. Estou apaixonada é por esse seu jeito de me olhar como se enxergasse estrelas e, depois, ir chegando de mansinho até misturar nossas constelações. Eu jamais me apaixonaria por você! Estou, e isso é fato, apaixonada pela maneira como você me abraça pela cintura e me puxa para perto de você, afastando os caçadores que ainda teimam em me rodear. Eu, me apaixonar por você? Nunca! Eu sou apaixonada é pela sua boca, pela sua barba por fazer, pelo cheiro que fica em seu peito cada vez que nos aproximamos para repousar. E você afunda a mão em meu cabelo e me beija a boca e me beija a nuca e me deixa louca até a respiração faltar. Apaixonada por você… até parece. Apaixonada eu sou é pela sua risada, pelas suas palavras, pelas suas plantas bagunçadas depois de eu tanto organizar. Não estou apaixonada por você, nunquinha, mas por essa sua mania de fugir de mim por puro medo de também se apaixonar.

Anúncios

Entry filed under: Perplexidades.

Lollipop ® Merci! ®

21 Comentários Add your own

  • 1. Régis Antônio Coimbra  |  20/10/2009 às 2:40 AM

    Pois: sou verbo mais do que substantivo ou pronome. Sou o que faço ou provoco, do jeito peculiar que ajo ou crio expectativas, muito antes de ou mais do que obras, imagens e sentenças acabadas que me cristalizam.

    Um dia, pelo qual não anseio, terei um ponto final, estarei pronto acabado e, enfim, estarei acabado, exaurido, fixado como um verbete, dinâmico apenas pela leitura ou lembrança equivocada.

    A diversão, o sentido, a grandeza e a gostosura está em ir fazendo aquilo que nem sabemos no que dará – se soubéssemos, não teria tanta graça.

    Ah, eu fujo! Mas não é de medo de me apaixonar, o que é fato consumado. Fujo de medo de me acabar, pleno, contigo. E não exatamente fujo. Mantenho uma proximidade (ou distância) segura. Mas se quiseres correr mais riscos, eu topo.

    Responder
  • 2. Edu V.  |  20/10/2009 às 4:58 AM

    Não é medo de se apaixonar…. é o que não saber fazer com esse mundo que vc oferece e que deixa a gente meio tonto de tano amor!

    Responder
  • 3. Guilherme Maron  |  20/10/2009 às 7:09 AM

    There And Back Again …

    Responder
  • 4. marjoriebier  |  20/10/2009 às 11:30 AM

    Yeah!

    Responder
  • 5. Marininha  |  20/10/2009 às 12:00 PM

    an ha… rsrsrsrs… tá namorando! tá namorando!

    Responder
  • 6. Enrico  |  20/10/2009 às 12:25 PM

    Perigosa essa mulher… eu tenho medo! hahahaha

    Responder
  • 7. Rafaela  |  20/10/2009 às 1:50 PM

    isso q é paixão de verdade!!!
    o resto é fogo de palha [molhada, claro]! rsrs

    ;*

    Responder
  • 8. marjoriebier  |  20/10/2009 às 2:08 PM

    Hey, there! Não estou namorando e isso é apenas um texto. rsrsrsrs…

    Responder
  • 9. edith janete  |  20/10/2009 às 3:40 PM

    Duvido que vai adiantar esse aviso…hehe.. Já deve ter uma porção de homens apaionados por ti.
    Apaixonar-se é um perigo! Meeeee-do
    Amar é que é o canal.

    Responder
  • 10. marjoriebier  |  20/10/2009 às 3:44 PM

    “Eu quero correr mundo, correr perigo…”

    Responder
  • 11. Andressa  |  20/10/2009 às 4:07 PM

    Eu me apaixonei….pelo texto, ficou mto bom!
    Tenho orgulho de ser tua amiga!!

    Responder
  • 12. marjoriebier  |  20/10/2009 às 4:09 PM

    Chuchu da minha hortinha…

    Responder
  • 13. Miss  |  20/10/2009 às 6:48 PM

    Ai que delícia de texto! Sou fã, viu? Adoro mesmo!

    Queridona, obrigada pela visitinha. 😉

    Beijo e mais beijo!

    Responder
  • 14. Luana  |  20/10/2009 às 7:24 PM

    Tão linda, tão lindo!

    Responder
  • 15. Rafael Dreweck  |  20/10/2009 às 7:33 PM

    Vos paroles me remplissent de joie. J’ai imaginé que vous sourire.

    Responder
  • 16. marjoriebier  |  20/10/2009 às 7:36 PM

    Merci, ma jolie. J’aime quand vous marchez autour.

    Responder
  • 17. Marcelo Cruz  |  20/10/2009 às 9:02 PM

    So nice…

    Responder
  • 18. Ricardo Valente  |  20/10/2009 às 9:20 PM

    Hâhã…

    Responder
  • 19. Roberto  |  21/10/2009 às 12:15 AM

    Tchê, não vou dizer que é ótimo, que é lindo, etc.., pois está mais que evidenciado. O que chama minha atenção lendo seus textos, é a reflexão a que eles nos submetem. As entrelinhas escondidas ao final de cada frase.
    Especificamente sobre esse texto, fiquei imaginando, qual seria a versão masculina sobre o mesmo tema, aquela não dita pelo Jabor?
    Gostei.

    Responder
  • 20. Luciane  |  21/10/2009 às 4:34 PM

    Não, eu não amei esse post, só gostei da forma como me identifiquei com cada palavra dele. Não, eu não adorei esse post, simplesmente achei que cada palavra assopra desejo e arrebatamento. Não, eu não adoro esse blog, eu só apareço aqui quase todos os dias para ter alguma coisa para ocupar meus olhos. 🙂
    Parabéns, guria!
    Beijo

    Responder
  • 21. marjoriebier  |  21/10/2009 às 4:37 PM

    Ooooo, Lu!!!

    Teu blog tb é uma coisa bem boa de se mergulhar… adoooooro!!!

    Bj bj

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: