Maria das Loucas* ®

29/04/2009 at 7:54 PM 3 comentários

*Para ler ao som de Amado Batista

.

Você me chama de

safado

cachorro

canalha

.

Diz que sou

bandido

ingrato

demente

sem coração

.

Grita aos ventos meu

fogo

de

palha

.

E me expulsa

da

sua

emoção

.

Sem dó joga meu

nome

no

ralo

.

E depois fica louca

me

amando

no

chão

Entry filed under: Perplexidades. Tags: .

Rueira ® Humpty Dumpty ®

3 Comentários Add your own

  • 1. GuiMaron  |  29/04/2009 às 8:18 PM

    “AAAEEE, esse é o digno poema boêmio, pra tentar acalmar a patroa depois daquela vomitada no chão do quarto”.

    A citação da impressão que alguém tive disso quando ouvi num bar !!!

    Responder
  • 2. marjoriebier  |  29/04/2009 às 9:22 PM

    hahahahahaha… mas tu não vale nem uma cerveja quente!

    Responder
  • 3. Régis Antônio Coimbra  |  30/10/2009 às 10:15 AM

    Como costumo dizer, mulher reclama (mais precisamente: lamenta-se) de (quase) tudo; por outro lado do mesmo problema, também aguente (quase) tudo.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sigam-me os bons!


%d blogueiros gostam disto: